Notícias

Prêmio IPL: entrevista com Luis Antonio Torelli

Prêmio IPL: entrevista com Luis Antonio Torelli

Presidente do Instituto Pró-Livro e da Câmara Brasileira do Livro, uma das mantenedoras do IPL, fala sobre a segunda edição do Prêmio IPL Retratos da Leitura e sobre a importância de ter Mauricio de Sousa como patrono da premiação

Em sua opinião, qual foi o principal destaque da segunda edição do Prêmio IPL?

Sabemos que  são muitas as ações exitosas de fomento à leitura realizadas pela iniciativa de pessoas e de organizações em todo o país. Algumas em lugares que não imaginamos e, muitas das vezes, sem qualquer recurso, dependentes unicamente da vontade heroica de pessoas. Pessoas essas que acreditam no poder da leitura como elemento transformador de pessoas e desse Brasil, que desejamos mais justo e mais progressista. Com as inscrições voluntárias, realizadas por meio da Plataforma Pró-Livro, pudemos entrar em contato com alguns deles. Portanto, considero o nosso grande ganho a possibilidade de identificar, mapear, valorizar e contribuir para a difusão dessas ações.

Como é ter Mauricio de Sousa no posto de patrono do Prêmio?

É uma honra. Certamente, milhões de brasileiros aprenderam a ler e desenvolveram o hábito da leitura por meio dos seus gibis, portanto, nada mais emblemático do que ter Mauricio de Sousa como patrono do Prêmio IPL.

O Mauricio de Sousa é membro da Academia Paulista de Letras, seus personagens recheiam as páginas de muitos livros no país, e mesmo seus gibis se atualizam às mudanças que acontecem na sociedade constantemente. Ele é um ícone quando se fala de leitura por prazer e é uma honra tê-lo como o patrono.

Para auxiliar o IPL na missão de transformar o Brasil em um país de leitores, durante todo o ano de 2018, teremos uma série de ilustrações que serão criadas pela Mauricio de Sousa Produções para campanhas de incentivo à leitura desenvolvidas pelo IPL.

Quais são suas expectativas para as próximas edições do Prêmio IPL?

Desejo fortemente que o Prêmio IPL transcenda o momento de festa e estimule outras pessoas e outras organizações a conquistar aqueles 44% dos brasileiros que não possuem o hábito de ler. Pela criatividade e pela qualidade dos projetos inscritos, tenho certeza de que vamos conseguir.

 

 

Voltar
OKN Group