Notícias

CBL cobra ministro da Casa Civil

CBL cobra ministro da Casa Civil

O mercado editorial brasileiro encolheu 21% nos últimos 12 anos segundo dados da série histórica da pesquisa FIPE. Essa crise que já ultrapassa uma década gerou perda de R$ 1,4 bilhão para o setor, o resultado disso são menos títulos publicados e redução na produção.

Gigantes como Editora Abril, Livraria Cultura e Book Partners pediram recuperação judicial. A Saraiva, maior cadeia de livrarias do país, passa por dificuldades para honrar pagamentos com credores.

A prática de descontos e concorrência pelo menor preço prejudicou o setor, o consumidor perdeu a noção do valor do livro. De uns tempos pra cá, nossos negócios passaram a competir pelo desconto. Nenhum negócio resiste a esta prática. Boa parte dessa crise é oriunda disso.

A Câmara Brasileira do Livro – CBL – integrante do GT Mercado Editorial – em reunião com representantes do setor no mês de setembro deste ano, elaborou uma proposta para detectar ações que cooperem com a recuperação e continuidade dos negócios do mercado uma vez que a situação é bastante preocupante.

A situação é bastante delicada, acreditamos que, nesse momento, a Medida Provisória que está na Casa Civil, resultado o Grupo de Trabalho (GT) da Crise encabeçado pelo Ministério da Cultura (MinC) pode alavancar o setor. A propositura legislativa quer apresentar uma “Política Nacional de Regulação do Comércio de Livros” cujo objetivo é fortalecer o setor e torná-lo mais saudável. Precisamos de um instrumento para sair dessa crise. Não temos mais tempo. Não faz sentido isso não andar com a celeridade que a situação exige. O momento político é conturbado, mas a crise do setor é monstruosa e precisamos pressa.

A CBL encaminhou em 26/10/18 ofício ao Ministro Padilha da Casa Civil, alertando para a gravidade do momento e solicitando o seu empenho para que a propositura legislativa seja apresentada.  Não temos mais tempo.

A CBL acredita que com o compromisso do setor, do governo e da sociedade poderemos nos ver em tempos melhores, com o fortalecimento e crescimento do mercado editorial e da fundamental inclusão de milhares de brasileiros no rol de leitores, capazes de construir uma história vitoriosa.

A leitura é determinante para ampliar a maneira como se percebe o mundo, aprimorando o raciocínio humano contra preconceitos e a liberdade de ideias.

 

 

 

 

 

Voltar
OKN Group