26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo aposta em networking, negócios e público crescente no retorno ao evento presencial

Compartilhe:

3 de agosto de 2022

26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo aposta em networking, negócios e público crescente no retorno ao evento presencial

Câmara Brasileira do Livro (CBL) não mediu esforços para realizar o tradicional encontro cultural e de negócios, que acontece entre os próximos dias 2 e 10 de julho; até agora foram vendidos 169% de ingressos a mais, se comparado à edição de 2018.

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo está entre os eventos mais queridos do público amante da boa leitura. Realizada a cada dois anos (exceto no período de pandemia, provocada pelo coronavírus) é o ponto de encontro para quem quer se alimentar com novas obras e, claro, poder desfrutar de uma programação diversificada. E, no ano da retomada, o tema “Todo mundo sai melhor do que entrou” confirma a leitura como fator capaz de ampliar horizontes. A 26ª edição do evento também aumenta as suas lentes para criar as condições favoráveis à expansão dos negócios para os expositores do mercado editorial, ao realizar a 3ª Jornada Profissional, nos dias que antecedem o evento, momento de priorizar contatos comerciais e networking. “Esperamos que todos se divirtam, apreciem o evento e saiam também transformados por esta Bienal do Livro. E que saiam, como diz o tema desta edição, melhor do que entraram”, ressalta Vitor Tavares, presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL). Até o momento foram vendidos 169% de ingressos a mais, se comparado à edição de 2018.

O evento, que abre as portas ao público entre os dias 2 e 10 de julho, no Expo Center Norte, espera receber cerca de 600 mil pessoas e tem Portugal como país homenageado. E destaca a relevância para o mercado editorial, porque se consolida como o maior evento do setor do Brasil e da América Latina. Ou seja, além de atrair público ávido por lançamentos, reforça o papel como palco internacional de oportunidade para os expositores.

 

Jornada Profissional: intercâmbio comercial e networking

Se selar bons acordos comerciais e criar laços requer muito esforço do mercado editorial brasileiro, a 3ª Jornada Profissional, promovida pelo Brazilian Publishers — projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro, realizado por meio de parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), visa reproduzir exatamente a tão desejada atmosfera de negócios.

Aguardado pelos profissionais do setor, o encontro acontece entre os dias 29 de junho e 02 de julho de 2022, no Expo Center Norte, com a expectativa de promover rodadas de negócios com editores internacionais convidados e uma programação de palestras exclusivas. Com esta iniciativa, a Bienal do Livro de SP tende a se colocar também como uma importante feira de negócios, inspirada nas feiras internacionais similares de Frankfurt, Guadalajara e Bolonha (onde há grande fluxo de compra e venda de direitos autorais entre diversos países).

Fernanda Dantas, gerente de relações internacionais da CBL e gerente do Brazilian Publishers, não poderia estar mais realizada com a iniciativa: “A Jornada Profissional é um projeto enriquecedor que promove diversas oportunidades de negócios e networking entre as editoras participantes. O programa possibilita o estreitamento de relações entre profissionais e casas editoriais do mundo todo e estamos entusiasmados de realizá-lo mais uma vez de maneira presencial”, cita ela, com empolgação. Fernanda acrescenta que a estimativa é a de as editoras brasileiras realizarem USD 400 mil em negócios durante os próximos 12 meses.

“Separamos 10 vagas para editoras de Portugal. A ideia é prestigiar ainda mais o país, que é o grande homenageado desta edição da Bienal. Será uma oportunidade de estendermos essa celebração entre as nações para o universo dos negócios”, comenta Vítor Tavares.

Programa – A programação traz para a Bienal os principais assuntos do mercado editorial mundial.  No dia 29 de junho, haverá a primeira mesa do programa intitulada “O Mercado em Língua Portuguesa– desafios e oportunidades: um overview sobre os mercados de livros no Brasil, Portugal e África Lusófona”. A discussão abordará breve panorama para a internacionalização, como as principais dificuldades enfrentadas para a venda de direitos nos três países.

Já na quinta-feira, dia 30, acontece a mesa “Os programas internacionais de fellowship e sua importância para os negócios no mercado editorial”, que discorrerá sobre como os programas de fellowship internacionais funcionam, que oportunidades eles oferecem para o mercado do livro, por que são tão importantes e como podem melhorar e atender mais pessoas.

No dia 1º de julho, os convidados internacionais visitam a editora FTD Educação, que faz parte do Brazilian Publishers, e também conhecem o parque gráfico da casa editorial. E por último, no dia 2 de julho, acontece a visita à feira com a participação no Latin American Educational Publishers Forum (EPF Latam) pela manhã.

O encontro, que busca resultados para o segmento e que une CBL e Apex, tem como meta projetar o setor editorial brasileiro no mercado global.  A estimativa de participação é de que 80 profissionais estejam ativos nas rodadas de negócios, com 20 vagas reservadas para convidados internacionais dos EUA, Europa, América Latina, Turquia e Egito; além, de Portugal, país convidado de honra da Bienal em 2022. Até agora foram vendidos 169% de ingressos a mais, em relação ao mesmo período de 2018.

Convidados internacionais confirmados:

Ricardo Sánchez-Riancho | Textofilia Ediciones | México

Fernando Rojas Acosta | Panamericana Editorial LTDA | Colômbia

Mustafa Naci Turan | Damla Publishing | Turquia

Ranya Ismail Bakr | Al Arabi Publishing and Distributing | Egito

Cesar Alcides Ramos Sologaistoa | Editorial y Librerías Piedra Santa | Guatemala

Andrea López | El Hombre de la Mancha | Panamá

Jenny Carolina Lizarraga | Cinco Books Corp | EUA

Francisco Javier de la Rosa Falcón | La Letra y Actividades Culturales SL | Espanha

Mary Goreth Mbabazi | Furaha Publishers | Ruanda

Sandra Marília Tamele | Editora Trinta Zero Nove | Moçambique

Vasco David Pereira | Assírio & Alvim | Portugal

Tânia Pinto Ribeiro | Imprensa Nacional | Portugal

Graça Dimas | Livros Horizonte | Portugal

Marcelo Teixeira | Parsifal | Portugal

Clara Capitão | Penguin Random House Portugal | Portugal

Lúcia Pinho e Melo | Quetzal Editores | Portugal

André Morgado | A Seita | Portugal

Nuno Seabra Lopes | Zestbooks | Portugal

Leonard Porter Anderson III | Publishing Perspectives | Estados Unidos

 

Para conferir a programação a completa da 26ª Bienal Internacional do Livro, acesse: https://www.bienaldolivrosp.com.br/

 

País homenageado, Portugal amplia expectativas de sucesso da Bienal

A vinda do país homenageado – Portugal – para esta edição da Bienal Internacional do Livro traz boas expectativas também para os negócios. Neste sentido, há motivos de sobra para esperar o sucesso da feira. A começar pelas editoras. Várias delas promoverão lançamentos de novos títulos no pavilhão de Portugal. Durante o evento, haverá ainda atividades relacionadas com o lançamento de obras de autores portugueses publicadas por editoras no Brasil. Tratam-se de livros, cuja publicação no País é apoiada financeiramente pelo estado português, através de um programa que a DGLAB realiza desde 2003.

Vale também observar a questão das exportações portuguesas para o mercado brasileiro. Elas representaram, em 2021, 3,84% do total das vendas externas do setor, ocupando o Brasil a 3ª posição na exportação para os países de língua oficial portuguesa. Além disso, os principais produtos embarcados por Portugal para o Brasil são Livros e Jornais (85%) e Objetos de Arte, Coleção e Antiguidades (14%). Para completar, neste ano, serão lançados 68 novos títulos de autores portugueses e de autores africanos de língua portuguesa, por 22 editoras do Brasil.

 

Cashback: uma das grandes novidades do evento

Ainda na trilha do estímulo econômico à Bienal, os visitantes que adquirirem o ingresso até o dia 30 de junho receberão parte do valor pago para ser usado em compras de livros nos estandes dos expositores, menos na praça de alimentação. Para utilizar o cashback, o comprador deve baixar o app Zigpay e fazer o cadastro com o mesmo CPF indicado na compra do ingresso. Na prática, funciona assim: quem pagou R$ 30,00 (inteira) no ingresso, recebe cashback de R$ 10,00 e quem comprou meia-entrada (R$ 15,00), reembolsa R$ 5,00 para utilizar exclusivamente na aquisição de obras na Bienal.

A 26a Bienal Internacional do Livro de São Paulo conta com os seguintes patrocinadores e parceiros: Itaú, Itaú Cultural, BIC, ZAP Imóveis, Tecnoset, AON, E.M.S, Suzano (Naming Right da Arena Cultural), Klabin, MVB e Submarino.

 

Ingressos

Compras pelo site: http://www.bienaldolivrosp.com.br

  • 2ª feira a Domingo: R$ 30,00 (inteira) e  R$ 15,00 (meia entrada)
  • Meia-entrada: Estudantes
  • Menores de 12 anos e maiores de 60 anos não pagam ingresso
  • A Credencial Plena do Sesc dá gratuidade no ingresso. Para isso, é obrigatória a apresentação da credencial válida e documento com foto, ficando limitado a 1 ingresso por pessoa.

 

Transfer gratuito

Ônibus circularão com ida e volta ao Expo Center Norte a partir da estação Portuguesa-Tietê (Linha Norte-Sul) durante a semana e final de semana.

Categoria: 

Gostou do conteúdo?

Compartilhe agora mesmo.

Compartilhe:

Newsletter

Cadastre-se e receba notícias em seu e-mail!

    A CBL está comprometida a respeitar a sua privacidade, utilizaremos seus dados para marketing. Você pode alterar suas preferências a qualquer momento.

    Siga a @cbloficial nas redes sociais