Notícias

São Paulo é candidata à Capital Mundial do Livro em 2022

São Paulo é candidata à Capital Mundial do Livro em 2022

Com foco no tema da “Diversidade”, a iniciativa busca fortalecer a formação de leitores e a potência cultural de novas linguagens, além de ampliar o acesso à educação e cultura

A cidade de São Paulo é candidata à Capital Mundial do Livro (World Book Capital) em 2022, título concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Por meio do programa World Book Capital, a UNESCO reconhece o compromisso das cidades em incentivar a leitura durante o período de um ano. Com o lema “DiverCity: many stories, one city!”, a candidatura é orientada pela diversidade – de pessoas, de culturas, de gêneros, a diversidade étnico-racial, sexual, social, política e de pensamento – que constrói São Paulo como ela é: uma cidade aberta, inclusiva, multicultural e com uma fascinante complexidade.

Para preparar a candidatura à certificação de Capital Mundial do Livro 2022, foi instituído o Grupo de Trabalho Intersecretarial com representantes das Secretarias Municipais de Educação (SME), Cultura (SMC), Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET) e da Câmara Brasileira do Livro (CBL). O grupo é coordenado pelo Secretário de Relações Internacionais, Luiz Alvaro Salles Aguiar de Menezes, que possui vasta experiência no mercado editorial.

A capital paulista tem desenvolvido uma série de ações e projetos com o objetivo de tornar os livros e a leitura acessível a todos. Ao concorrer para Capital Mundial do Livro, a cidade de São Paulo busca fortalecer o trabalho de formação de leitores e a potência cultural de novas linguagens. A candidatura de São Paulo é apoiada pelas cidades de Buenos Aires (Argentina) e Tbilisi (Geórgia), pela Comissão Nacional do Brasil para Unesco, pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), pela União Brasileira dos Escritores (UBE) e pela Rede Mundial de Governos e Líderes do Setor Cultural World Cities Culture Forum (WCCF).

“Desenvolver e empoderar nossos cidadãos para garantir o exercício da cidadania pela cultura, pela ciência e pela educação é prioridade para o município de São Paulo”, afirmou o Prefeito Bruno Covas em carta enviada a UNESCO para a candidatura.

“A cidade de São Paulo é um território fértil para a literatura, às artes e para as manifestações culturais devido à diversidade de povos e nações que se encontram por aqui. Tornar São Paulo a Capital Mundial do Livro é um ação para impulsionar a universalização do acesso à leitura e à cultura não só no nosso município, mas em todo país”, declarou o Secretário Luiz Alvaro.

 

“Fortalecer o nosso mercado editorial nacional e internacionalmente é umas das principais propostas da Câmara Brasileira do Livro. São Paulo tem uma das maiores diversidades editoriais da América Latina e do mundo e é isso que queremos mostrar”.  Vitor Tavares, Presidente da Câmara Brasileira do Livro

O ano de 2022 é simbólico para São Paulo e para o Brasil, pois além do Bicentenário da Independência do país, marco histórico que ocorreu na cidade de São Paulo, o ano também celebrará o centenário da Semana de 22, evento que marcou a renovação artística brasileira e foi sediado na capital paulista. Em 2022 também está prevista a realização da 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, a maior feira literária da América Latina.

A candidatura de São Paulo ao título de Capital Mundial do Livro 2022 será enviada para a Unesco até o dia 14 de agosto.

 

 


Informações à imprensa:

Lis Ribeiro

lisribeiro@cbl.org.br

 

Voltar
OKN Group