Notícias

Bienal de SP terá fellowship para editores internacionais

Bienal de SP terá fellowship para editores internacionais

Uma das grandes novidades da Bienal Internacional do Livro de São Paulo (03 a 12/08) será a vinda de editores latino-americanos e de Sharjah que participarão de um programa de fellowship entre os dias 31 de julho e 4 de agosto. Nos dias 1º e 2, os convidados internacionais terão acesso a uma área exclusiva dentro do pavilhão do Anhembi onde eles poderão ter reuniões com editoras associadas ao Brazilian Publishers (BP). No dia 3, terão o dia livre para conhecerem a Bienal e marcarem reuniões com editores que não participam do BP.

Ao todo, serão recebidos 20 compradores de países da América Latina e outros dez de Sharjah, o emirado homenageado na próxima edição da Bienal.

A seleção será feita por uma empresa especializada que será terceirizada pela Bienal com esse objetivo. Cada editora associada ao BP poderá indicar até três compradores e no site da Bienal terá uma área na qual editores internacionais poderão se inscrever. A empresa contratada vai avaliar o perfil de cada um dos inscritos ou indicados e farão a seleção dos 20. Os convidados de Sharjah serão indicados pelo comitê responsável pela homenagem.

Os custos de viagem (passagem aérea, hospedagem e alimentação) serão cobertas pelo projeto setorial que é resultado da parceria daCâmara Brasileira do Livro (CBL) com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Bolsa de tradução

Os compradores que participarem do fellowship poderão ainda se beneficiar do programa de bolsas de apoio à tradução lançado pelo BP no fim do ano passado. O programa, exclusivo para as editoras apoiadas pelo BP no plano Full, conta com verba total de R$ 200 mil, sendo que cada projeto poderá receber até R$ 10 mil. Para mais informações sobre o programa clique aqui.

E mais

A Ogilvy, uma das mais premiadas agências do mundo, com 118 Leões no Festival de Cannes, foi a empresa escolhida para criar a identidade visual da 25ª edição da Bienal. “A conquista da conta da Bienal do Livro de São Paulo tem vários simbolismos para a Ogilvy. Primeiro, representa uma oportunidade única de trabalhar com um produto cujo valor é inestimável e pauta toda a sociedade: o livro e todos os seus desdobramentos para indústria cultural e do conhecimento. E, em segundo lugar, pontua o novo momento da Ogilvy de trabalhar projetos de forma integrada unindo as diversas competências do Grupo: branding, criatividade, PR e Influência”, comemorou Regina Augusto, diretora executiva de Estratégia & Conteúdo da área de PR & influência da Ogilvy.

 

Voltar
OKN Group